segunda-feira, 4 de julho de 2016

7 razões para cachorros serem felizes

Há 7 anos minha esposa ganhou uma cachorra Beagle e a batizou de Fiona.

Nos casamos em 2015 ela me perguntou se podia levar a Fiona. A priori fui contra, por que nunca tive paciência para cuidar de animais. Mas como quem pode manda e quem é esperto obedece, a Fiona veio morar com a gente. E não demorou muito para essa danadinha conquistar meu coração.
Infelizmente hoje, dia 4 julho, a Fiona nos deixou. Por isso escrevo esse texto em homenagem a ela.
Sempre reparei que a Fiona estava sempre feliz. Como o assunto me interessa muito, compartilho aqui minhas observações:
  1. Cachorros são hedonistas. Ou seja, eles vivem o presente intensamente. A Fiona estava sempre pronta para passear. Não podia nos ver mastigando que já fazia cara de coitada para ganhar uma comida diferente.
  2. Cachorros precisam de pouco. Água, comida e carinho são suficiente para ele ficar contente. Acrescentava uma bolinha para brincadeiras, a Fiona ficava no Nirvana. E uma bolinha de meia? Ficava feliz da vida mastigando na casinha. Já ouviu o ditado "Pobre não é quem não tem nada, mas sim quem precisa de tudo"? Quem mais vive isso tão intensamente?
  3. Cachorros demonstram seus sentimentos. Ela só olhar o rabo dela e carinha que vc sabia se ela estava triste, contente ou abatida. Cachorro, se não gosta de você, rosna e late. Mas Fiona nunca rosnava ou mordia, mesmo quando eu abria a boca dela para escovar os dentes ou para ingerir os remédios contra convulsão.
  4. Cachorro não tem pena de si mesmo. Quando descobrimos que a Fiona estava com metástase, ela não ficou abatida ou reclamando. Viveu mais 3 meses aproveitando a vida, ficando quieta nos dias ruins, mas brincando e correndo junto comigo pelo mato ,perto de casa, nos dias bons.
  5. Cachorros não guardam rancor. Mesmo depois de levarem uma baita bronca por conta de terem feito bagunça, basta chamar que ela vinha para mais uma brincadeira com pano.
  6. Cachorros amam intensamente. Chegou em casa, lá estava ela abando o rabo, querendo brincar e passear.
  7. Cachorros não julgam. Acho que o texto do livro Marley e Eu traduz a idéia melhor do que eu poderia: "Para um cão, você não precisa de carrões, de grandes casas ou roupas de marca. Símbolos de status não significavam nada para ele. Um pedaço de madeira já está ótimo. Um cachorro não se importa se você é rico ou pobre, inteligente ou idiota, esperto ou burro. Um cão não julga os outros por sua cor, credo ou classe, mas por quem são por dentro. Dê seu coração a ele, e ele lhe dará o dele. É realmente muito simples, mas, mesmo assim, nós humanos, tão mais sábios e sofisticados, sempre tivemos problemas para descobrir o que realmente importa ou não. De quantas pessoas você pode falar isso? Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial? Quantas pessoas fazem você se sentir extraordinário?"
Enfim, termino esse texto feliz por você ter feito parte da minha vida em vez de triste por ter partido. Sou muito mais "cachorro" depois desses 8 meses maravilhosos. Sempre lembrarei de você quando estiver correndo pelo bairro, mas agora sem companhia. Obrigado.



Postar um comentário